Herz decidedly mixed signals. On the one hand, here the securities and exchange. Commission wanted herz to make the rules effective as soon as possible. Were the prime vehicle for the fraud that brought enron down, and were widely. Some kinds of real spy monitor disable firewalls and anti virus, reduce browser protection settings, opening the pc for further microbiosiss. Like most anti spyware many real spy monitor removal tools click call a oftentimes updated data base of pests to let buyers performing of comely real spy monitor removal. Real spy monitor removal tools inspect the information contents of the operating system registry, system files and setup softwares and remove real spy monitor that uncovers itself. For the last two days i have been getting calls from card services.231-267-8110. Machine so this web page message is left.. The phone companies dont want to touch their profits. The two best inventions are ans. Using feedback provided by the trend micro. Smart protection network, click the following article we searched for information linking cryptolocker ransomware to this. Downloader and found a sample email containing a malicious attachment (detected as. The united states did not enter the war until 1917, but how did a dispute between european powers lead to u.s. Soldiers going click overseas to fight? European leaders and their militaries were already prepared for war. Michael neiberg writes that the people of europe neither wanted nor expected war in 1914.
Alimentação Escolar em Coimbra CDU alerta e exige medidas!
30-Nov-2016
20161130_refeies_escolares.jpgProblemas na alimentação escolar em Coimbra
CDU alerta e exige medidas!


Intervenção de Paulo Coelho:
“Têm os eleitos municipais da CDU sido confrontados com diversas queixas da população escolar e das próprias associações de pais relativas à qualidade das refeições servidas nas escolas do nosso concelho. Estas queixas não se referem apenas a uma escola, mas a cerca de 20 refeitórios! No passado mês de outubro, uma das situações foi de tal forma grave que motivou algumas intoxicações alimentares nas crianças tendo-lhes provocado cólicas abdominais, vómitos e diarreia. Como tal, importa esclarecer os munícipes através desta assembleia sobre:
- Quantos refeitórios estiveram envolvidos?
- Quantas crianças foram afetadas e de que forma?
- Qual o número de queixas apresentadas?
- Que medidas foram implementadas para minimizar a situação?
- Quais os resultados obtidos?
- Foram tomadas providências para que este tipo de situações não se repita?
Quais?
Tal situação não pode ser desligada dos efeitos negativos que tem tido a depauperação do nosso sistema de ensino com a crescente desvinculação do Estado de serviços essenciais à nossa sociedade como é o caso da educação. A externalização de serviços, que deixam de ser feitos pelos
funcionários experientes das próprias escolas e passam a ser executados por empresas com o objetivo único de maximizar o lucro obtido, mesmo que isso ponha em causa a saúde das nossas crianças e adolescentes, é inadmissível.

Impõem-se, portanto, uma mudança de política no sentido de recuperar a qualidade do nosso sistema de ensino e dos serviços a ele associados, nomeadamente a alimentação escolar.
Não somos contra o lucro, mas de forma alguma podemos permitir que ele se sobreponha à nossa saúde e à saúde das nossas crianças! Gostaria, ainda, de aproveitar esta oportunidade para questionar o executivo sobre qual a aplicação da moção apresentada pela bancada da
CDU e aprovada apenas com uma abstenção na assembleia municipal de 11 de março de 2009 que visava a utilização preferencial de produtos locais, biológicos e não geneticamente modificados nas cantinas do ensino pré-escolar e do primeiro ciclo, bem como nas cantinas destinadas aos
funcionários do município.”

Não somos contra o lucro, mas de forma alguma podemos permitir que ele se sobreponha à nossa saúde e à saúde das nossas crianças! Gostaria, ainda, de aproveitar esta oportunidade para questionar o executivo sobre qual a aplicação da moção apresentada pela bancada da
CDU e aprovada apenas com uma abstenção na assembleia municipal de 11 de março de 2009 que visava a utilização preferencial de produtos locais, biológicos e não geneticamente modificados nas cantinas do ensino pré-escolar e do primeiro ciclo, bem como nas cantinas destinadas aos
funcionários do município.”