Menu
Início
Posições Políticas
Pesquisar
Multimédia
Contacta-nos
Avante!
O Militante
pcp-logotipo.jpg
Newsletter
Assinar Newsletter:


Receber em HTML?

Últimas

 

COIMBRA - ASSINALOU OS 99 ANOS DA REVOLUÇÃO DE OUTUBRO criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
30-Nov-2016
20161110_revoluo_de_outubro_2.jpg
 
A Comissão Concelhia de Coimbra do PCP assinalou o aniversário da Revolução de Ouubro. A data foi evocada no dia 10, numa iniciativa realizada em plena Praça 8 de Maio, no centro da cidade, ao final da tarde. A acção, que contou com momentos de música, poesia e afirmação política, teve a participação de Isabel Melo, Manuel Pires da Rocha, Mário Rui Dias e Rui Damasceno.
 
Isabel Melo começou por assinalar que comemorar a Revolução de Outubro é «afirmá-la como a realização mais avançada no processo milenar de libertação da humanidade de todas as formas de exploração e opressão». Mas é também, sublinharam, «denunciar a natureza do capitalismo, com os dramáticos flagelos sociais e ameaças que encerra para a vida dos povos e para a sobrevivência da própria humanidade, é salientar a actualidade e validade do socialismo, é reafirmar a necessidade e possibilidade da superação revolucionária do capitalismo pelo socialismo e o comunismo».

Louvor do Revolucionário
Quando a opressão aumenta
Muitos se desencorajam
Mas a coragem dele cresce.
Ele organiza a luta
Pelo tostão do salário, pela água do chá
E pelo poder no Estado.
Pergunta à propriedade:
Donde vens tu?
Pergunta às opiniões:
A quem aproveitais?

Onde quer que todos calem
Ali falará ele
E onde reina a opressão e se fala do Destino
Ele nomeará os nomes.

Onde se senta à mesa
Senta-se a insatisfação à mesa
A comida estraga-se
E reconhece-se que o quarto é acanhado.

Pra onde quer que o expulsem, para lá
Vai a revolta, e donde é escorraçado
Fica ainda lá o desassossego.

Bertold Brecht

No dia 7 de Novembro de 1917 (25 de Outubro, no antigo calendário russo), o proletariado russo, com o papel de vanguarda do Partido Bolchevique, guiado por uma teoria revolucionária, com o notável contributo de Lénine, tomou nas mãos o seu destino, ascendendo ao poder e lançando, numa revolução vitoriosa, as bases de uma nova sociedade, num país dilacerado pela guerra, com um povo fustigado pela exploração, a repressão, a fome e o analfabetismo.
A Revolução de Outubro foi uma exaltante realização revolucionária que, resistindo e superando complexas vicissitudes e dificuldades – boicotes, sabotagens, intervenção de potências imperialistas, guerra civil, bloqueio económico, traição –, e percorrendo um percurso irregular e acidentado, transformou em realidade as aspirações e sonhos dos trabalhadores abrindo o caminho da construção duma sociedade nunca antes conhecida pela humanidade.

 

150 Milhões é o nome do artífice deste poema.
Ritmo – a bala
    Rima – o fogo saltando de edifício em edifício,
150 Milhões falam pelos meus lábios.
A rotativa dos passos
    sobre o velino das calçadas
imprimiu esta edição.
_____________________

Viemos pelas capitais;
    através da tundra furámos o caminho
        marchámos na lama e nos pântanos
viemos aos milhões
    milhões de trabalhadores
    milhões de operários e empregados,
viemos das casas,
    evadimo-nos dos depósitos,
        das passagens iluminadas por incêndios,
viemos aos milhões
    milhões de objectos
            partidos
        quebrados
            arruinados?


Maiakovski

A URSS, num curto período de tempo histórico, alcançou um significativo desenvolvimento industrial e agrícola, erradicou o analfabetismo e generalizou a escolarização e o desporto, eliminou o desemprego, assegurou a saúde pública e a protecção social, garantiu e promoveu os direitos das mulheres, das crianças, dos jovens e dos idosos, expandiu o impacto dos movimentos de vanguarda artística  e as formas de criação e fruição da cultura, conquistou um elevado nível científico e técnico, colocou em prática formas de participação democrática dos trabalhadores e das massas populares, incrementou os valores da amizade, da solidariedade, da paz e cooperação entre os povos.

Canto a minha pátria
        tal como ela é,
três vezes a canto
        tal como ela será,
Amo
    a imensidade
        dos nossos planos,
a envergadura
    do passo quilométrico.
Sinto-me feliz
        como o ritmo
            da nossa marcha,
no trabalho
    e no combate.
Vejo -
    lá onde apodrece hoje a poeira,
onde não há mais que a simples terra,
vejo a sete metros
    como de debaixo
saem as casas da comuna

Maiakovski


    os mesmos nomes
que à bem-amada
    no primeiro dia...
Dos céus da poesia
    precipito-me para o comunismo
porque
    sem ele
porque
    sem ele

Maiakovski

 

Foi a União Soviética o primeiro país do mundo a pôr em prática ou a desenvolver como nenhum outro direitos sociais fundamentais, como o direito ao trabalho, a jornada máxima de 8 horas de trabalho, as férias pagas, a igualdade de direitos de homens e mulheres na família, na vida e no trabalho, os direitos e protecção da maternidade, o direito à habitação, a assistência médica gratuita, o sistema de segurança social universal e gratuito e a educação gratuita.
O que impulsionou a luta pela conquista, por parte de milhões de trabalhadores, de direitos e liberdades em países capitalistas e à dinâmica e luta do movimento de libertação nacional, ao ruir do colonialismo e à conquista da independência de numerosos povos e nações secularmente submetidas ao jugo colonial.
Sob o impacto da vitória da Revolução de Outubro foram constituídos numerosos partidos comunistas por todo o mundo, criou-se o movimento comunista internacional, fortaleceu-se o movimento operário e as suas lutas – como aconteceu em Portugal, onde a 6 de Março de 1921 foi fundado o Partido Comunista Português.
A URSS, o povo soviético, o Exército Vermelho, deram um contributo determinante para a vitória sobre o nazi-fascismo na Segunda Guerra Mundial, numa heróica luta que lhe custou mais de vinte milhões de vidas.

É por isso
    que hoje
        os olhos do mundo inteiro estão sobre nós,
que orelhas fitas
        captam o menor som sobre nós,
é para ver isto -
é para ouvir estas palavras:
isto -
    vontade de revolução
        largada para além dos últimos limites,
isto -
    o comício
        das carcaças das máquinas
das pessoas e dos corpos de animais
isto -
    mãos,
        patas,
            pinças,
                bielas,
                    levantadas
                        até ao ar rarefeito,
    prestando juramento com um só coração.

V.    Maiakovski

O desaparecimento da URSS e as derrotas do socialismo no Leste da Europa, tiveram um inegável e profundo impacto negativo na correlação de forças mundial, na consciência das massas e no desenvolvimento da luta pelo socialismo. Verificou-se um enorme retrocesso nas condições políticas, económicas, sociais e culturais dos povos desses países e de outros povos do mundo.
A actual situação mundial expõe a natureza exploradora, opressora, agressiva e predadora do capitalismo.
Mergulhado na sua crise estrutural, o capitalismo nada mais tem a oferecer aos povos se não uma cada vez maior acumulação, centralização e concentração da riqueza, o agravamento da exploração. Mais do que nunca, o socialismo emerge com redobrada actualidade e necessidade no processo de emancipação dos trabalhadores e dos povos. 

O Futuro

Isto vai meus amigos isto vai
o que é preciso é ter sempre presente
que o presente é um tempo que se vai
e o futuro é o tempo resistente
Depois da tempestade há a bonança
que é verde como a cor que tem a esperança
quando a água de Abril sobre nós cai.
O que é preciso é termos confiança
se fizermos de maio a nossa lança
isto vai meus amigos isto vai.

Ary dos Santos

No momento em que se aproxima 2017, ano em que passam cem anos desse histórico acontecimento que abalou o mundo assente na exploração, o PCP anunciou um programa comemorativo, a iniciar logo em Janeiro e que terá a 7 de Novembro de 2017 um dos seus momentos altos com a realização do Comício do Centenário em Lisboa.
Também em Coimbra iremos assinalar o centenário da Revolução de Outubro
Viva a Revolução de Outubro!
Viva o PCP!

 

 

 

 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >


Destaque
20170222_coimbra_em_debate_por_uma_vida_melhor_cultura__democracia.jpg20170222_coimbra_em_debate_por_uma_vida_melhor.jpg20170210_ramal_da_lous_cumpra-se_o_aprovado.png20170100_mupi_mais_direitos_mais_futuro_nao_precariedade_2.jpg20170100_mupi_mais_direitos_mais_futuro_nao_precariedade_1.jpg20160910_universidade_fundao.jpg20170127_jantar_regional_do_pcp_com_jernimo.png20171117_sesso_pblica_jernimo_coimbra_web.jpg20161110_revoluo_de_outubro.jpg20160900_cartaz_mupi_emprego_direitos_producao_soberania.jpg20161028_sesso_pblica_jernimo_de_sousa_figueira_da_foz.jpg20161027_mobiidade_e_transportes.jpg20160923_visita_miguel_viegas_incndios_soure_web.jpg20160921_debate_dvida_euro_e_banca_vasco_cardoso_web.jpg20160902_festa_avante_cartaz.jpg20160720_jantar_iv_congresso_com_jeronimo.jpg20160819_jantar_condeixa_a_nova_jernimo_web.jpg20160720_sesso_pblica_defender_a_baixa.jpg20160500_cartaz_mupi_campanha_basta_submissao.jpg20160517_comcio_mais_direitos_mais_futuro.jpg20160509_reverso_da_fuso_dos_hospitais.jpg20160300_ramal_da_lousa.jpg
20160129_jantar_regional_com_jernimo_de_sousaweb.jpg20160200_solues_para_o_pas.jpg20151127_jantar_jernimo_figueira_da_foz_web.jpg20160200_mupi_luta_e_confiana.jpg201502_solucoes_pais_pcp_cartaz_mupi.jpg20150228_no_ao_declinio_nacional_solues_para_o_pas.jpg



   
20141100_mupi_pcp_ha_alternativa.jpg20140900_cartaz_mupi_forca_do_povo.jpg     20140600_mupifora_do_povo_pcp.jpg20140624_centenario_joaquim_namorado._cartaz.jpg    

Joomla é um software livre sob a licença GNU/GPL.